Massagem erótica com meditação

massagem erótica meditaçãoOs benefícios da meditação são muito conhecidos. O que dizer de uma meditação unida às melhores técnicas de massagem erótica?

Nos últimos meses, estou desenvolvendo com muito sucesso essa proposta de massagem erótica meditativa. Pode parecer uma aberração, especialmente para os leigos: “como assim unir a espiritualidade oriental da meditação com a vulgaridade da massagem erótica?”

Bem, a verdade é que, diferente da nossa tradição judaico-cristã, as filosofias orientais não separam corpo e alma. Vamos começar, portanto, derrubando por terra que o erotismo diz respeito ao corpo, enquanto a meditação diz respeito à alma. O fato é que está comprovado que a meditação traz inúmeros benefícios ao corpo, e que a massagem erótica reduz ansiedades e traumas que impedem a maturidade da alma.

O que sempre me intrigou foi ver que, na tradição oriental e entre estudiosos das filosofias orientais, a questão da meditação não era e não tem sido muito associada às massagens eróticas, como as massagens tântricas. Tudo bem, o tantra sempre recomenda um ambiente sereno; existem até músicas específicas para as massagens eróticas tântricas. Porém, é raro o massagista recomendar um estado corporal e psíquico para ser exercitado durante as massagens; o máximo que recomendam é o famoso “relaxe!”. Então, ocorre que muitos pacientes não se beneficiam das massagens eróticas relaxantes por estarem com a cabeça e o corpo agitados, “a mil”.

A técnica que estou desenvolvendo e que está tendo grande aceitação entre as minhas pacientes relaciona erotismo e meditação. Inclusive, o registro autoral desta técnica já está providenciado: eu não quero ganhar dinheiro com isso, até fico lisonjeado que outras pessoas difundam e reconheçam os benefícios, mas o que não quero é que outras pessoas se apropriem da ideia e a divulguem como sua, o que infelizmente já aconteceu com várias ideias que lancei.

Num primeiro momento da sessão de massagem, dou algumas dicas de meditação à minha paciente, que praticará tudo de olhos fechados, deitada com o abdômen para cima, sem roupa. A respiração é fundamental: deve ser bem suave, bem lenta. Com a prática, a respiração vai se tornando cada vez mais mínima. Nas inspirações, a barriga murcha; nas expirações, expande-se. O cérebro deve, ao máximo, ficar livre de qualquer pensamento. Qualquer sequência de pensamentos deve ser interrompida. Cada músculo do corpo deve ser notado e relaxado, começando pelos dedos dos pés, subindo, até chegar aos músculos faciais. Um sinal para perceber se seu nível de relaxamento é adequado é perceber se seus músculos da face, dos ombros e da região genital/retal estão totalmente livres de tensão.

Nada contra, mas tento retirar da prática meditativa qualquer viés místico; o foco é absolutamente terapêutico, no bem-estar físico que o relaxamento meditativo proporciona. É certo que a prática meditativa se aprimora com o tempo; mesmo assim, é possível, com as recomendações como as que mencionei anteriormente, ter um bom resultado de relaxamento logo na primeira sessão. Existem outras posições até mais recomendadas para a meditação, mas para a massagem a posição de maior descontração muscular é a deitada. Fora a posição, no mais as técnicas de respiração, de relaxamento muscular e de (não) pensamento são as mesmas, e outras técnicas podem ser levantadas pelos pacientes interessados em se aprimorar na prática da meditação.

Depois de alguns minutos de meditação e de uma música sugestiva ao fundo, inicio a massagem, que é feita da forma mais suave possível, em sintonia com o estado de relaxamento da meditação. Uso técnicas de tantra e de reflexologia, dentre outros recursos. A pessoa deve estar com a musculatura bem relaxada, evitar qualquer pensamento, apenas sentir a energia que está sendo transferida à região tocada.

Mulheres que já praticavam a meditação e que fizeram uma sessão de massagem erótica meditativa comigo relataram que a sensação de relaxamento e bem-estar posterior à massagem foi muito maior que a sensação que normalmente advém das meditações tradicionais. É que a massagem erótica encontra, na meditação, uma condição de potencializar seus resultados, já que a pessoa está totalmente relaxada e alheia aos medos e bloqueios relacionados à sexualidade. E  a meditação encontra, na massagem erótica, o bem-estar adicional da satisfação e da fluidez da energia sexual.

Autor: Paulo Camarosano (www.massagemeroticaparamulheres.com), sexólogo, formado em psicanálise e massagista especializado em massagens eróticas. Todos os direitos reservados ao autor. Reprodução permitida, desde que constem nome e site do autor e não haja interesse comercial.